domingo, novembro 21, 2004

Quando o mar foi mais azul...

E, porque foi de mãos dadas q olhámos juntos o mar, ele foi mais azul e foi mais mar. Talvez por isso nos tenha oferecido cachos de sol que nos tornaram as íris mais brilhantes e a pele mais macia... Foi ele, assim dormente, que nos humedeceu os lábios e nos enterneceu o entrelaçar dos dedos...

Deslizei, pois, nos contornos doces dos teus lábios e, sem q tu soubesses, despojei-me de todas as vestes para que me sentisses apenas na saliva que nos fundiu as almas. E a cada vez que esqueci os olhos cerrados viajei nos trilhos do teu corpo, no macio da tua pele serena e na ternura da tua voz...

E enquanto foste o meu regaço, eu soube sempre que ao nosso lado, magicamente calmo, estava o mar, sussurrando baixinho que o seu silêncio era o eco de um sorriso divino...

chiuuuuuuuuuuuu...

2 comentários:

Seila disse...

Olá Cris! Bom dia! Só (a esta hora! para agradecer as tuas palavras e deixar um até breve!

Cris disse...

Obrigada pela tua visita, Seilá.
Um beijinho para ti!