sábado, abril 16, 2005

nas tuas mãos sem tempo...

pic24.jpg



Dá-me as tuas mãos sem tempo e deixa-me ler nelas as linhas que lhes abrem os trilhos tão teus...
Sinto, no sorriso dos teus olhos, que sempre me soubeste no percorrer desses trilhos; que sempre me sentiste caminhar nos passos do encurtar das distâncias e do aconchegar das almas.
Sabias que a minha pele se vestiria do teu corpo e que viajaria em movimentos ondulados de prazer, por entre o éter e as sombras das estrelas, como se ao ritmo de uma valsa lenta, perdida na transcendência dos nossos braços, agora alados. Sabias que ao redor dos nossos beijos se formaria uma aura em tons de prata e luar; e que de nós o suor escorreria em suaves gotas de orvalho fresco, a adornar a madrugada e as margens de um sonho que foi rio em nós! Tu sabias!
E sentias que do rasgar das minhas entranhas germirariam magnólias de pétalas de cetim do branco mais puro, que te cobririam o peito no sabor dos beijos-veludo e te saberiam a pedaços de mim...
Dá-me essas tuas mãos sem tempo... faz delas viagem ao logo de mim e deixa-me sentir nelas as linhas em que eu nasci, porque eu sinto, no sorriso dos teus olhos, que sempre me soubeste dentro de ti; que sempre me sentiste a crescer mulher... assim!
Dá-me as tuas mãos sem tempo... quero mostrar-te, nessas linhas, q foi sempre nelas que eu vivi!

Cris (Do Silêncio e da Pele)

24 comentários:

Reporter disse...

Um grande amor retratado num texto sem tempo?
Belo, cris, simplesmente belo.
Um beijo.

BlueShell disse...

Que excelente texto: li-o devagar, saboreei-o!....foi bom...
DEIXO um beijo;
BShell

Juiz Árbitro disse...

Este blog estará a votos a partir de hoje "na blogosfera".
Boa sorte.

AS disse...

Cris... como me revejo neste belissimo texto!...

um beijo grande

Alexandre Sousa disse...

Parabéns pela selecção. Bem merecida, diga-se. Já lá fui colocar o meu voto. Não sei se funcionou porque aquela coisa é um tanto duvidosa.

T? disse...

Olá, Cris.
Vim aqui ver o teu blog e gostei. Muita coisa bonita para ler. Prometo que, quando tiver tempo, passarei com mais atenção.
Acho k vou votar em ti.
;)

Kiss e aparece mais vezes, és bem vinda.

bertus disse...

...eu "dava-te as mãos". Mas e depois?! o que irias tu "ler" numas mãos mais que comuns?!
Que o tempo para amar não está de feição? Que não posso fazer economias, pois que mal ganho para as coisas de primeira necessidade?. Que...ná. Ficamos por aqui. Inda pra mais, hoje nem lavei as mãos...

beijos e intés!!

Lúcia disse...

bonito, como sempre. beijo

Mitsou disse...

É isso. Têm de ser lidos devagar, saboreados, os teus textos. Porque em todos eles há algo que nos toca na beleza das tuas palavras. Bem hajas, Amiga. Um beijinho muito grande.

Paz Kardo disse...

Óptimo ter conhecido este blog, onde a palavra é usada com elegância e com paixão, embora estas possam muitas vezes, parecer opostas uma da outra. Excelente trabalho... Saudações Nómadas...
http://nomadasperdidos.blogspot.com

Anónimo disse...

Gosto de me "passear" pelos blogs...Hoje tive a sorte de encontrar o seu. Que bem que escreve! Palavras para ler, reler e saborear.Obrigada.
Um beijo da Algenibe

Cris disse...

Reporter,

É nos textos sem tempo q melhor se eternizam os grandes amores.
E é na intemporalidade q se vive o amor em pleno!

Um beijo grande

Cris disse...

blueshell,

Foi devagar... amando... q o escrevi! :)

beijinho

Cris disse...

juíz árbitro,

Vou já, de seguida, fazer a minha campanha!
Não será propriamente uma campanha em meu favor, mas sim em favor de todos os blogs q estão a votos... pq há muitos muito bons!

Obrigada e um beijinho

Cris disse...

frog,

Eu sei, frog... é este o teu estilo de escrita, tb!

Beijinho grande

Cris disse...

Alexandre,

Sei q n está fácil a entrada dos votos. Eu ainda n consegui!
Mas tens razão, está lá um conjunto de blogs de qualidade!

Um beijinho enorme

Cris disse...

terapia,

Um obrigada muito grande para ti. É de pessoas como tu q nascem os verdadeiros desafios!

Um beijo

Cris disse...

bertus,

Sartre escreveu "As Mãos Sujas" e vê só a imensidão de coisas q ele disse sobre elas... Pois é! E mais te digo... as verdadeiras linhas das mãos lêm-se no olhar!

Beijinho e intés

Cris disse...

Lima,

e tu, doce... como sempre!

Beijinho

Cris disse...

Mitsou,

Esse vagar q experimentas na leitura é a serenidade q procuro transmitir neles...

beijinho grande

Cris disse...

Ricardo Teixeira,

Sabe bem ler um comentário assim!
Obrigada pela tua visita q retribuirei assim q puder! Volta sempre q és benvindo!

beijinho

Cris disse...

Algenibe,

Repito para ti, tudo o q disse ao Ricardo. Sê benvinda!

Um beijinho

almaro disse...

Um trilho da mão, gravado, na pele, no sentir, foi vezes muitas… passos, sós, outras, um Ver que se maravilhou com o calor de mão, outra.
Nesses instantes não há trilho, há caminho…

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu