domingo, maio 25, 2008

Contigo... estava numa experiência religiosa





De mãos dadas olhámos o céu…

Chorava…

Procurámos no azul a paz q tardava
No nosso peito confundiam-se as lágrimas
Com as do céu, frias
E as nossas bocas amordaçadas pelo medo
Pediam fervorosamente aos dias
O recobro da madrugada na calmaria de um sol nascente
Que nos inundasse de magia

Pediste-me q te ensinasse a rezar
E eu já n sabia que o sorrir também é orar

E chorava…

Encostaste as palmas da tua mão ao meu rosto
E disseste-me saber apenas amar

O céu parou de chorar…

Entrelacei os meu dedos nos teus
Em sinal de prece erguemos ao céu as mãos
E de corpos e almas em comunhão
Colámos os lábios para amar

O céu sorriu então…

Amando…fomos nós a oração!


Cris (Transparências)



7 comentários:

Alexandre disse...

Adorei como sempre.
Nota
: Vou utilizar a tua poesia em trabalhos criativos nas minhas aulas. Posso?

Cris disse...

Alexandre,
Que bom saber-te por aqui! :)

Claro q podes utilizar tudo o q precisares. Se quizeres envio-te algumas apresentações com trabalhos meus.

Beijinho imenso

Universidade Sénior de Queluz disse...

Claro que sim. Cá fico à espera.
Beijos.
PS: Ah eu sempre ando por aqui

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alexandre disse...

Aguardo o cumprir da promessa.
A pobre não prometas
A rico não devas

Cris disse...

Alexandre,
Acabei de enviar duas apresentações...
Não foi esquecimento... foi falta de tempo mesmo.

Um beijo doce

Pecadormeconfesso disse...

Tão bom falar assim com Deus.