sexta-feira, agosto 04, 2006

São disparates... eu sei!


fotografia de Cristina Fidalgo Posted by Picasa

Se soubesses como tenho, tantas vezes, vontade de te pegar no colo, e dizer-te que vou estar sempre por aqui para que nada de mal te aconteça... Rir-te-ias eu sei... Dirias de imediato: " Ó mãe, deixa-te de disparates. Eu já quase nem caibo no teu colo!"
Cabes, filha! Vais caber sempre no meu colo!
Acredita... tenho um regaço do tamanho do mundo... mesmo ao teu tamanho! Um regaço onde haverá sempre espaço para as tuas gargalhadas ou para as tuas lágrimas...
Um regaço que se transformará na noite, para que descanses, ou no dia, para que saibas o sabor do sol...
Porque te digo estas coisas agora, saídas do nada?
Sei lá!... Porque me sentei um pouco nos degraus do tempo e voltei a ti no meu colo... voltei aos dias do teu primeiro sorriso, da tua primeira carícia, do teu primeiro choro sentido, da tua primeira gargalhada a sério, dos teus primeiros passos, dos teus primeiros medos, dos teus primeiros sonhos...
Porque de repente senti medo que o mundo te magoe...
Senti o movimento das horas no crescer dos teus cabelos, nas roupas que não cresciam contigo, na tua vontade de usar os meus sapatos de salto, nas palavras que nasciam dos teus lábios - cada vez mais complexas - no formar das frases cada vez com mais sentido, no desabrochar de temas que faziam nascer nos teus olhos um brilho cada vez maior... Senti, filha!
E de repente dei-me conta que já quase não cabes no meu colo... e fiquei com medo que lhe esquecesses o gosto...
São disparates... eu sei! Mas que queres? Eu sou mãe...
Um beijo do tamanho deste colo....
Cris ( Do fundo do meu arco-íris )

20 comentários:

batista filho disse...

É, verdadeiramente és Mãe!

"... tenho um regaço do tamanho do mundo... onde haverá sempre espaço para as tuas gargalhadas ou para as tuas lágrimas..."

Conheço o sentimento que descreveste tão bem.

Um abraço fraterno.

maresia_mar disse...

Oh minha kida como compreendo as tuas palavras.. parece que ainda foi ontem que pus pela 1ª vez o meu filho no peito a mamar e olha que já lá vão 18 anos. A partir do dia que se é mãe nunca mais se deixará de o ser, podes crer, em cada idade queremos estar lá, proteger, ajudar a crescer.. Lindo o teu post.
Bom fds e bjhs com sabor a maresia

ConchitaMachado disse...

"...regaço do tamanho do mundo..."
Lindíssimos seu texto e post!

Beijinho
ConchitaMachado

psi2 disse...

Enquanto houver sorrisos, não há colo que falte!...

maresia_mar disse...

Olá
eu vou de férias amanhã e até meados de setembro vou estar ausente da net e da rotina, só assim conseguirei aguentar mais um ano com um sorriso no rosto.. mas vou lembrar com carinho todos de quem eu gosto.. Bjhs com sabor a maresia

Margarida V disse...

que maravilhosas palavras, a tua filha deve ter adorado.

Unicus disse...

Nós os homens estamos literalmente privados de sentir dessa forma. Sublime, já se vê...
Estou certo de que a tua filha é uma pessoa feliz por te ter como mãe.
Beijo

Conchita Machado disse...

É sempre um prazer uma alegria permanecer
em seu Espaço...
mesmo que os momentos sejam breves.
Por vezes o TEMPO é escasso.

Desejo Alegre e Bom fim de semana.
Seja sempre Bem-Vinda/o

BeijoComGrandeCarinho
ConchitaMachado

lualil disse...

Fantástico como de costume!
beijos grandes

Nilson Barcelli disse...

Os filhos cabem sempre no colo.
Não fiques preocupada com o tamanho...
O teu texto é lindíssimo e revela o teu amor de mãe (babada...).
Beijinhos.

Belzebu disse...

As mães dizem sempre a verdade! E o seu regaço é sempre enorme!

Gostei da simplicidade como a figura maternal é tratada!

Saudações!

Lela disse...

Parece que quando não cabemos mais no colo é quando mais precisamos dele... A partir de um momento nos perguntamos: quem dá colo a quem? rs... não importa. Importa este Amor que é único!
Bju n'ocê

Conchita Machado disse...

Óptimas e felizes férias
se for o caso.

Bom ter estado aqui novamente.

Deixo Beijinho
ConchitaMachado

sentidos disse...

E do poder da vida uma palavra..MÃE.Cá voltarei...

Poesia Portuguesa disse...

Hoje o Poesia faz um ano.
Um ano inteiro dedicado à Poesia de autores de Blogues, em que tu és também participante.

Por isso o meu obrigada e o meu abraço ;)

Poderás ver a publicação nesta página:


http://portuguesapoesia.blogspot.com/2006_01_01_portuguesapoesia_archive.html

Cris disse...

E mais uma vez o meu OBRIGADA é a única resposta que aqui posso deixar a todos.
Agradeço o vosso carinho e as vossas palavras.

Não tenho podido dar-vos a atenção que todos vocês me merecem por razões que se prendem ainda com razões de saúde, mas continuo atenta aos vossos espaços e às palavras mágicas que neles depositam bem como às ternuras que por aqui me deixam.

Continuarei, ainda por algum tempo, a demorar nas minhas respostas e a visitar-vos praticamente em silêncio, mas prometo que regressarei à palavra tão logo tal me seja possível.

Um beijo do tamanho do imenso sorriso da lua... a todos!

:))))))))))))))))))))))))))))))

Crystal disse...

Sublime!

Foi o que me ocorreu quando li...é sem duvida sublime a forma como expressaste o amor mais lindo, mais puro e mais completo do mundo.

Adorei!

Um beijo carregado de emoção

13 disse...

Um dia também quero ser mãe...

Cabeca de ninho disse...

ola mamã! sei q vais achar estranho. ms a verdade é q nunca pensei cá vir ms j q me deram o teu blog vim ca ver sem saber q era teu.Já me tinhas mostrado o poema que fizeste para mim... mas nunca liguei muito, so hoje ganhei coragem para dizer q te amo muito mesmo muito,é verdade so nao é cara a cara. eu admito q la no fundo caibo no teu colo e fico feliz pr isso sei q estaras sempre presente qnd eu precisar e q parecendo q n es a pessoa + importante para mim.Adoro-te

Cris disse...

Pra ti, filha, o beijo maior do mundo!
Deixaste-me sem palavras!...
Adoro-te!