quinta-feira, maio 17, 2007

Na spera do verso...


Nos vértices da paixão está o que sinto
e nela as arestas não encontro
derramo-me no mel e não te minto
antes
sofregamente
te pressinto
e te me dou

E o meu corpo transforma-se em papel
e nas palavras que escreves
me alimento

E é no sumir do tempo que eu me escondo
e na espera do verso que eu sou
Resguardo-me apenas do que é eterno
e sorvo o momento do efémero

No instante

em que te dás e que me dou

E cresco assim em horizonte
ao longe
mas no mais perto que sou

amando...

Cris (Dos meus lábios nasce a noite)

14 comentários:

Anónimo disse...

gostei... palavras para que... :)

Anónimo disse...

O fascínio da Lua, o azul do mar, o sal das lágrimas, e a ponte que precisamos para viver.
Tudo isso está nesta imagem que só os poetas conseguem cantar.
Também eu vi outras luas, outros mares. Quadros igualmente belos, mas só Camões, pra mim, teve o mérito para os cantar.
Por isso, vergo-me com discíplina e ordem, a quem levanta os nossos corações com tão belas sugestões.
Fernando

Amaral disse...

Bonito momento de poesia!
"Nos vértices da paixão" moram versos de amor... aqui... neste instante...

Ana disse...

Tinha saudades do sorriso da lua.
Um beijo para ti, Cris.

Alexandre Sousa disse...

E por aqui passei e por aqui me quedei

Anónimo disse...

ola cris que saudades tinha da tua poesia , lindo belas palavras de amor, o sol , o mar ,a terra , a lua tudo elementos que nos faz viver e claro o teu lindo sorriso da lua , beijo . luis.

cm disse...

e que essa forma de paixão seja estrela da tua noite...um abraço

Cris disse...

A ti, caro/a anónimo/a,

um obrigada muito grande pela visita e pelas palavras. Que bem q sabem!

beijinho

Cris disse...

Fernando,

Camões é, sem dúvida, o marco mais profundo da nossa literatura.
Soube cantar o amor como ninguém, este mundo em eterna mudança, a alegria e o sentir... e levou-nos além fronteiras cantando como ninguém as glórias de um povo q fomos e permaneceremos...

Mas n deixemos q a sua grandiosidade nos ofusque a alma pq outros houve depois dele que foram exímios na arte da escrita e no amor à palavra...

Dir-te-ia um bom molho de nomes, mas sei q sabes quem são.
Digo-te apenas que me orgulho de pertencer ao único povo que sabe realmente o q é a saudade... e que a canta como ninguém!

beijinho

Cris disse...

Ana,

e eu tenho saudades tuas...
Quando vieres para estes lados diz alguma coisa... vamos tomar um café?

beijinho

Cris disse...

Alexandre Sousa,

Sorrio-te!... sei q entendes as palavras como ninguém!

beijinho

Cris disse...

luis,

São, todos eles, elementos q eu amo...

beijinho

Cris disse...

cm,
às vezes nas frases mais curtas dizemos um mundo inteiro de coisas...

Um beijo

Cris disse...

Amaral,

Nos vértices da paixão moram momentos de loucura e de sentires...

Obrigada, amigo, por te lembrares sempre de aqui vir!

Um beijo