terça-feira, março 15, 2005

nas asas de um rio...

gulhermelimas.jpg



Se nas tuas margens eu sentasse e chorasse, quem sabe, conceberia o mais lindo romance de amor...Sento. Porém, não choro... ou turvaria a suavidade com que ondulas .Prefiro sonhar... e, das tuas margens, arranco os braços que me embalam, e em ti espelho esta sede de amar sem horizontes.Pudesse eu hoje adormecer nos desejos que se escondem no fundo do teu olhar e entraria, certamente, numa dimensão do tempo da qual não quereria mais voltar.A eternidade, sentada no teu sorriso, não me assusta e a vontade, presa às nossas almas, não me cansa. Saberei pois permanecer nas tuas margens desde que me prometas que as tuas ondas saberão sempre beijar-me devagarinho, como quem tem medo de me assustar. Saberei sempre admirar-te as marés desde que as tuas correntes me falem sempre baixinho , como garantia de que nunca perderei o pé.E mergulharei em ti apenas quando já não houver mar, e o teu leito não tiver mais onde acabar, pois que assim saberei que é chegado o momento do teu curso me agarrar e permanecer em mim...

Cris (Dos meus lábios nasce a noite)

20 comentários:

AS disse...

Cris, belissimo este texto poético!... mas se não queres perturbar as águas com as tuas lágrimas, levanta-te e acaricia as ondas com a tua mão...

Um beijo

Amaral disse...

Que dizer deste pedaço tão poético e perturbador?!...
Poderia ficar admirando o brilho enleado do céu, ou saboreando as tuas palavras doces e encantadoras. Só que a tua sensibilidade encandearia por si tudo o que eu pudesse acrescentar!

isa xana disse...

encontrei este cantinho e fiquei satisfeita:)

escreveste um belo texto que me deixou sem palavras.
só fiquei admirando a tua escrita, este texto que é como poesia.

**

Heloisa B.P. disse...

LINDO, LINDO!!!!
E, a FOTO... BELISSIMA, tambem!!!!

Tudo muito Belo e de extrema sensibilidade!
_Agradeco de coracao Sua tao Gentil VISITA!_Fiquei Feliz e Honrada!
MUITO OBRIGADA!
Sera' com Alegria que A Verei em qualquer um, dos meus dois "Espacos"!!!
_Voltarei, sempre que me seja posivel! _Tentarei que seja, o mais breve posivel, pois ha' *AQUI* um manancial a ser "absorvido"!!!!!!
Aceite meu Abraco e fique em Harmonia e SAUDE!
Heloisa.
****************

Carlos Barros disse...

Que coisa linda, sentida, desejada, adoro ler textos assim que são escritos ao som de musico com o olhar embriagado nas palavras e nos seus significados, e saiem, saiem, e correm, correm, a lua sorri sempre mais apesar de ser nostálgica.
obrigada por este momento

bertus disse...

...para variar. hoje não ironizo, como é meu hábito. Porquê?
Porque o teu post está literáriamente correcto, tão correcto que ...não me importava nada de ser as tuas margens.
Só que...eu "meto água" que me farto e há inundações que necessitam de bombeiros!
(Prontos; não me contive! Lá tinha de vir a graçola...)
Parabéns pelo post, beijinhos e intés!!...do Bertus e do Porquinho (o único e verdadeiro "dois em um!!").

Reporter disse...

Faz pensar, este texto em forma de poema. E ao fazer pensar, não me deixa tranquilo. Há nele algo de enigmático que levado ao extremo assusta.
Um beijinho.

BlueShell disse...

Gostei muito deste texto.
Estou atrapalhada com o final do período. Venho só deixar um beijo e agradecer a visita. BShell

Lúcia disse...

Já disse isto uma vez, mas volto a dizê-lo: escreves de uma maneira que me encanta e me deixa sem palavras para comentar. O que se pode acrescentar?

Cris disse...

frog,

foi isso mesmo q eu fiz, para além de falar com elas...
E n foi por acaso... é q eu gosto de me sentar nas margens dos rios, ou na beira do mar e falar com as ondas. Nunca me sensuram, nunca me contradizem... e sorriem-me sempre!

beijinho!

Cris disse...

amaral,

poéticas são as palavras q me deixas... poéticas e doces!
Obrigada!
beijinho

Cris disse...

isa xana,

Então volta sempre e eu prometo q será sempre com um sorriso q te abrirei a porta...
beijinho

Cris disse...

heloísa,

Aceito o abraço, claro, e retribuo com um beijinho doce!
Tenho lido o teu blog aos pouquinhos e tb eu te digo q lá voltarei sempre!

Beijo grande

Cris disse...

Carlos Barros,

É muitas vezes ao correr da pena q os escrevo... e sempre, sempre ao som de uma música que me embale!

E os teus comentários enchem-me a alma de sorrisos doces! :)

Beijinho

Cris disse...

bertus,

Na tua brincadeira, disseste a maior das verdades... estas margens têm braços e este rio tem um corpo...

São assim as palavras... deixam que as entrelinhas falem tanto como elas!

Mas tu sabes bem isso, porque o fazes tb nos teus poemas. Se n fossem as metáforas, como é q a gente havia de meter água sem nos molharmos todinhos?

:) Beijinho

Cris disse...

reporter,

Percebi exactamente a leitura q fizeste do texto, mas acredita q podes ficar tranquilo.

Este é um poema escrito em prosa. E eu recorri à metáfora, à hiperbole e à sinestesia para lhe imprimir o ritmo e o crescente q lhe sentiste.
Este é o estilo em que mais me sinto à vontade, mas sei q por vezes corro o risco de q várias leituras possam ser feitas.
Julgo q foi o crescendo emotivo q te desassossegou, uma vez que o climax do texto n é (propositadamente) muito definido, aparecendo práticamente no final do texto, o q deixa em aberto várias hipóteses de conclusão.

Claro q este estilo de texto tem sempre mt do seu autor, nele encerrado, mas nunca no seu estado puro, ou n haveria lugar à fantasia e à criatividade... Embora o final fosse já escrito mais pela emoção do q por mim... o enigma foi consciente e meramente ocasional!...

Beijinho

Cris disse...

blueshell,

Eu sei o q isso é, amiga!
Um beijinho grande para ti.

Cris disse...

Lima,

A tua presença aqui é mais importante q as palavras...

beijinho

manhã disse...

Sensibilizou-me a foto, quanto aos rios...se eles contassem o que vai na alma de quem se senta perto...

Anónimo disse...

Eu costumo entrar em sites de poesia, já tive o prazer de ler bons poemas mas nunca comentei, porem para os seus em especial "nas asas de um rio...", não só expresso minha sincera admiração como a aplaudo com muito gosto.