sexta-feira, março 18, 2005

Por extenso...

a81.JPG



Os meus dedos já não encontram as palavras e as mágoas divorciam-se dos segredos que as fazem sentir-se nuas.
Há mares no horizonte das minhas mãos e gritos loucos nos cantos mais recônditos da minha pele...
Preciso-te tanto que me desamarro deste corpo para poder renascer em asas brancas. É assim, amor, que levanto os pés da terra e desacredito o chão de mim mesma. Ascendo, então, aos céus e plano, em comunhão com os meus sentidos, por sobre os teus sonhos, enquantoemito o som divino de coros celestiais de amor-céu-pequenino.
Não sou mais lábios, braços, ou destino. Sou antes reflexo dos sonhos, dos sussurros e dos gritos que derramas em mim... peregrino, caminhante, cavaleiro, amigo e amante!
Não mais me pertenço e me abrigo no jorrar intenso das lágrimas quando desertificas de ti, o meu peito. Antes me sei tempestade, brisa, corrente, ou simples partícula viva - pedaço de lava escaldante que somente em ti se atiça e no ar se consome!
Encontrasse eu as palavras e, com elas, te cantaria, desacorrentada de regras, desnuda de âncoras e vestes, mas plena de ti... e tão tua! E replecta de fantasias...
Ahhhhh.... encontrasse eu as palavras para te falar de um sonho que me traz de volta à terra... em direcção aos teus braços!...
Cris (Sussurros fora do tempo )

30 comentários:

Vera Cymbron disse...

...em toda a sua extensão! A tua escrita leva-me ao meu interior...
Escrevi, um poema opáco, sem brilho, também por extenso...a vida!
Jinhos

BlueShell disse...

Estou sem palavras...
BShell

Reporter disse...

Paixão, ódio, esperança, erotismo.
Cabe tudo aqui, cris?
Um beijinho.

João disse...

Claro que encontras as palavras disse:))) Acrescento: Outro alguem que não fosses tu, talvez não mas disses-te e com palavras, e se não ficasse dito terias escrito;)
Lindo como sempre.
Beijinho
João

Mitsou disse...

Lindo, Cris. Beijinho, amiga, e bom fds :)

bertus disse...

...estás em "estado de graça": e quando é assim não se deve parar de escrever. parabéns.

Tem um bom fim de semana, beijinhos e intés!!

pipetobacco disse...

{ …

deixo um mimo (o de ontem):

sinto[-me] amarrar, apertar com nó ou laçada
em teu desejo, impele, neste nunca desatar e
caminho, rodeio, talvez enleio [neste teu] beijar
© de[mente]

… }

Ana disse...

Não são os teus dedos que encontram as palavras... é a tua alma.
Saudades e um beijo, amiga.

isa xana disse...

nem sei que dizer do que escreveste. senti-o poderoso e envolvente e belo. **

Amaral disse...

Sussurros fora do tempo?
Que musa ardente escondes debaixo das tuas asas?
Que braços mais afortunados esses que merecem tão terno amor???...

AmigaTeatro disse...

E eu gostei desta: "... as mágoas divorciam-se dos segredos que as fazem sentir-se nuas. " =))

Dora disse...

Adorei descobrir o teu blog. Este texto é extremamente inspirado e de rara beleza! Boa semana para ti :-)

AS disse...

Cris, que beleza de palavras, que sensações ela nos transmitem!

Mas o amor é uma viagem sem tempo nem horas de chegar, a um horizonte de distância... não feches os braços!

Um beijo

Heloisa B.P. disse...

QUE A PRIMAVERA FLORESCA EM SEU SORRISO!

DEIXO MEU ABRACO!
_A BELEZA CONTINUA HABITANDO *AQUI*!!!!!!!!!!
_Heloisa B.P.
*******************

Cris disse...

Blue,

Nada do q tu escreves é opaco ou sem brilho... antes, sim, profundo e intenso! E eu adoro ler-te!

Um beijo grande

Cris disse...

blueshell,

Quando ficamos sem palavras é pq sentimos...

um beijo doce

Cris disse...

reporter,

Apenas o ódio n cabe. Nem a escrever o sei sentir... Acho q uma das minhas limitações, na escrita, é precisamente o n conseguir sentir o ódio mesmo qd tento retratá-lo!
Não sei se é bom se mau, mas julgo q deveria saber sentir de tudo um pouco para escrever de uma forma mais completa. Só q realmente é mais forte q eu e ódio n sei sentir!...

beijinho

Cris disse...

João,

às vezes, por muito q procure, n encontro as palavras q preciso para dizer tudo o q quero... chego a inventar algumas e a violar regras gramaticais ou de concordância para lhes dar mais intensidade!
E, sabes uma coisa?... Adoro fazer isso!

beijinho

Cris disse...

Obrigada, Mitsou

Vem sempre q adoro ter-te aqui!
beijinho

Cris disse...

bertus,

Se eu parar de escrever, acredita q estou doente, ou alguém me amarrou as mãos...

beijinho

Cris disse...

pipetobacco,

Estes mimos q tu e todos me deixam germinam em sorrisos nos meus lábios e em poemas no meu peito! :)

beijinho

Cris disse...

ana,

Saudades...tantas! :)
beijinho

Cris disse...

isa-xana,

foi assim q eu o senti, ao escrevê-lo!
E vou contar-te um segredo... escrevi-o sentada a uma mesa de café. Estava imenso barulho, a contrastar com um tom de fim-de-tarde lindíssimo. Foi essa mistura de espaços q me inspirou...

:)

Beijinho

Cris disse...

amaral,

perguntas difíceis essas...
Sussurros pq sempre ditados pela alma; fora do tempo pq todos são ditos num tempo mágico de mim comigo mesma...
A minha musa é a beleza do sentir...

Fizeste mais alguma pergunta?
ehehehheh

beijinho

Cris disse...

amigateatro,

Sê benvinda a este canto onde o sorriso é imagem de culto...

beijinho

Cris disse...

dora,

Obrigada. São essas palavras q me deixam q imprimem depois beleza aos textos...

São vcs todos q fazem nascer em mim os sorrisos com q escrevo.

beijinho

Cris disse...

frog,

nunca fecharia os braços ao q mais acredito na vida!

beijinho, amigo

Cris disse...

heloísa,

Obrigada, pelas palavras sempre tão doces.
Não tenho tido mt tempo, nem para escrever nem para visitar os blogs q tanto gosto. Mas eu prometo q assim q acabarem os concursos eu vou ser mais assídua no teu cantinho e nos de todos os q me tratam com tanto carinho e tanta ternura.

beijinho

Alexandre Sousa disse...

Um dia eu vou escrever assim e então, nesse tempo, vou ter a sorte de ter toda esta multidão de leitores (que inveja!). Parabéns

Cris disse...

Alexandre,
A tua escrita é intensa e profunda. Para mim és o GRANDE SENHOR DAS LETRAS e n me canso de to dizer.

Sabe-me tão bem qd aqui vens e me deixas essa ternura...

beijinho